Mapa do empreendedorismo: conheça as áreas com mais projetos inovadores

Mapa do empreendedorismo: conheça as áreas com mais projetos inovadores

Falar em inovação, tecnologia, startups e empreendedorismo é falar sobre uma realidade extremamente dinâmica, que está constantemente em transformação. Porém, isso não significa que a gente não possa, em um determinado momento, “tirar uma foto” dessa realidade e obter um mapa do empreendedorismo atual. Em outras palavras, entender como ele está e até arriscar alguns palpites sobre para onde está indo. 

Em uma entrevista do CorpUp Talks, Enor Tonolli, professor da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e um dos responsáveis por projetos como o StartUCS e o TecnoUCS, apresentou sua percepção sobre as áreas com mais projetos inovadores e as áreas profissionais com mais empreendedores.

CLIQUE AQUI se deseja conhecer esta entrevista na íntegra


Amplamente engajado na política de inovação do modelo de ensino como conhecemos hoje, Enor Tonolli, estuda há quase uma década as tecnologias disruptivas e tendências que impactam o cotidiano de pessoas e empresas. 

Abaixo, confira um mapa do empreendedorismo atual baseado na visão desse especialista:


Áreas com mais projetos inovadores

É difícil apontar alguma área em que não existam projetos inovadores. De Turismo a Serviços Jurídicos, de Mobilidade Urbana a Entretenimento, em todas elas encontramos startups promovendo alguma forma de revolução. Porém, existem áreas que se destacam com mais projetos inovadores. Hoje, essas áreas são Biotecnologia, Saúde e Educação.

Enor Tonolli explica a sua visão acerca desse assunto: 

“Se eu tivesse que colocar em grandes campos as áreas, de uma forma bem genérica, eu diria que a área da saúde é uma área que tem tido uma atenção especial. E na área da educação, a gente tem tido cases aqui muito interessantes também. Então eu diria: saúde, educação e biotecnologia, essas são as 3 grandes áreas que tem aparecido com um pouco mais de ênfase que as demais.”


1. Biotecnologia

A biotecnologia é uma área coringa, com aplicações que vão da indústria bélica à farmacêutica. Plantas resistentes às condições ambientais, permitindo que as lavouras sejam mais produtivas? Biotecnologia. Criação de órgãos a partir de células-tronco, para acelerar as filas de transplante? Biotecnologia. Avanços no desenvolvimento de vacinas para doenças como AIDS e câncer? Biotecnologia. Certamente uma área a se investir!


2. Saúde

Falar em projetos inovadores na área de saúde vai bem mais além da produção de novos métodos de prevenção e tratamento de doenças. Na verdade, alguns dos projetos que impactam de forma mais rápida e direta a vida da população não têm nada a ver com isso! São startups que estão se dedicando a repensar a maneira como são oferecidos planos de saúde, medicamentos, consultas e procedimentos médicos. 


3. Educação

Se a educação é o caminho para resolver muitos problemas socioeconômicos, as startups dessa área têm um impacto maior do que podemos compreender. E elas estão se multiplicando! Existem iniciativas empreendedoras para melhorar as condições do ensino público, para otimizar o trabalho dos professores, para facilitar o acesso ao estudo e até para tornar o aprendizado uma experiência que não precisa de sala de aula, por meio de tecnologias EaD. 

Áreas profissionais com mais empreendedores

Não é exatamente uma surpresa que, em algumas áreas profissionais, o interesse por se tornar um empreendedor seja maior do que em outras. 

De acordo com Tonolli, as áreas onde mais tem aparecido oportunidade, são, de uma forma geral,  as engenharias, e ele explica:

“Não uma engenharia específica, porque o pessoal vai se misturando entre automação e controle, eletrônica, mecânica, mas as áreas com mais ênfase são as áreas das engenharias. E, na sequência, o pessoal de TI e administração, seguidos de áreas mais esporádicas como jornalismo, publicidade e propaganda. Mas a área com mais ênfase que vem até nós para empreender é na sua grande maioria, da engenharia mesmo.”.


1. Engenharia

As engenharias certamente abrangem a área profissional que gera mais empreendedores, possivelmente pelo fato de ser uma ciência aplicada à resolução de problemas e criação de soluções concretas. Cada solução viável é um potencial produto e, portanto, um potencial negócio. Assim, os engenheiros encontram naturalmente muitas oportunidades para empreender ao longo da carreira.


2. Tecnologia da Informação

O perfil dos cursos de Tecnologia da Informação é bem parecido com o das engenharias, propício para o empreendedorismo. Mais do que isso, com a ascensão da economia digital, as soluções de TI recebem muita atenção e espaço. Plataformas online e apps são vistos como modelos de negócio desejáveis porque, de forma geral, envolvem baixo custo e alto potencial de lucro. Ou seja, o mundo do empreendedorismo se tornou um mar em que profissionais de TI nadam à braçadas.


3. Administração

Embora a administração ainda seja uma das áreas profissionais com mais empreendedores, o contexto por trás dessa realidade é um pouco distinto das Engenharias e da TI. Nesse caso, o desejo de empreender não vem necessariamente do fato de ter uma solução (um produto, um serviço), mas de saber como estruturar um negócio. Os conhecimentos e as competências desses empreendedores são outros. Aliás, isso faz com que a parceria entre eles e engenheiros ou especialistas em TI seja muito produtiva para a criação de uma startup, já que os perfis se complementam.


4. Publicidade e Propaganda

Publicidade e Propaganda, assim como algumas outras áreas profissionais mais específicas ligadas ao mundo dos negócios (Recursos Humanos, Contabilidade e Finanças, Logística) também são berço de muitos empreendedores. São pessoas que, a partir de sua experiência, foram capazes de enxergar problemas comuns em sua própria área e desenhar soluções para eles. Não é à toa que, hoje, é possível encontrar no mercado inúmeras startups oferecendo produtos e serviços B2B, para empresas que desejam otimizar seus processos. 


O que você achou do nosso mapa do empreendedorismo? Ele está alinhado com a sua visão sobre o assunto? Comente nosso artigo, indicando os pontos em que você discorda ou concorda com a gente!

Acompanhe nossa newsletter!

Acompanhe nossa newsletter!

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.